quarta-feira, 18 de julho de 2007

Grande Pesar!

Resolvi dar uma pausa nos meus relatos da vida diária, principalmente porque reparei que os meus dias de férias estão uma completa monotonia. Ainda mais agora que voltei a trabalhar, depois de 2 (dois) dias de folga.
Só para também destacar aqui que o dia de ontém (17/07/07), foi ao mesmo tempo bom e ruim, o yin e yang, a bela e a fera.
Bom por causa do incrível show do Nenhum de Nós, que assisti ao lado de várias pessoas que gosto, principalmente de minha futura esposa, mais conhecida por "Bebina"..
Agora, sem mais piadas, a parte trágica foi por causa do acidente no aeroporto de congonhas que até agora matou aproximadamente 200 pessoas, entre elas uma grande amiga minha, Rafaella Bueno. Uma grande garota que concerteza está nos caminhos iluminados do Senhor.

Outra coisa,sobre a qual gostaria de dissertar aqui é sobre o fato das pessoas não saberem amar. Percebi que poucas pessoas sabem. Não que eu seja um mestre na arte, mas pelomenos aprendi a respeitar certos valores e opiniões alheias.
Estreitando o assunto num relacionamento a dois. O que se vê de casais que quase saem no tapa por bobeiras, por ciúmes. Onde está a confiança? Hoje em dia, é a televisão que está ensinando os jovens a amar. "Malhação". É por isso que o futuro tá condenado, o povo aprende a amar assistindo novela.
Penso que se todos soubessem amar o mundo seria diferente, o que não é novidade pra ninguém, claro. Imagina se ia existir os Osamas da vida. Pior, os Bushes da vida.
Acho que eu devia abrir uma escola que ensinasse os outros a amar.
Mas pensando bem: se nem um camarada chamado Jesus Cristo, que deu a vida só pra ensinar o mundo a amar conseguiu. Coitado de mim.

Aquele Abraço...


E... Rafa, fique com Deus!

3 comentários:

Jonas disse...

Isso ae, eu nem sei o que é o amor, mas o esquema é todo mundo comprar um fox!
inteh!

Gabri disse...

UAHUHAUHUAUAHUHAUHA,BELO COMENTÁRIO,JONAS!

MAI ENTÃO,RAMÃO. BELO TEXTO,CURTI MUITO. DAR UMA CUTUCADA NA MALHAÇÃO FOI FIRMEZA

Gabri disse...

E muitas pessoas não sabem mesmo como amar.
Como dizia certa moça "Abraços vazios, olhares de gelo
tão descartáveis quanto cascas no chão".